4 dicas para implementar a Metodologia Ágil com a sua equipe

4 dicas para implementar a Metodologia Ágil com a sua equipe

Mudança de mentalidade é fundamental para performar melhor utilizando a metodologia.

 

A Metodologia Ágil nasceu para auxiliar, justamente, as equipes de Tecnologia da Informação e Desenvolvimento a performarem melhor, fazendo entregas com maior valor para os clientes, constantemente. “Quando se fala em ágil, as pessoas acreditam que é fazer a tarefa de forma rápida, quando, na verdade, é ter pequenas entregas constantemente que entreguem valor para o cliente com qualidade e eliminando desperdícios”, explica Ronara Lamounier, agile coach. 

 

Em 2001, foi lançado o Manifesto Ágil, que serviu para substituir a metodologia padrão de projetos aplicada na época, o PMI. O objetivo dessa criação foi trazer uma nova filosofia para declarar uma nova forma de lidar com projetos que, frequentemente, apresentam características de imprevisibilidade e imprecisão. “E a partir do movimento ágil começaram a surgir os tipos de frameworks, como Scrum, Kanban, XP, etc. Os gestores precisam escolher o framework que será aplicado junto a sua equipe e adaptar o método para o dia a dia”, ressalta Ronara.

 

Trazer a aplicação do Ágil para a realidade do seu time pode ser responsável por vários benefícios que são vistos desde o início do processo. “Traz melhoria na comunicação entre o time; melhora a eficiência das entregas; traz mais transparência para o projeto; em alguns momentos, aumenta a velocidade de entrega dos times; aumenta a qualidade da entrega e a satisfação dos clientes; melhora o engajamento das pessoas porque elas conseguem entender o propósito das coisas e entendem que não é só fazer por fazer”, destaca Cleison Pimenta, agile coach da Alelo Brasil. 

 

Os 4 valores do Ágil

 

“Indivíduos e interações mais que processos e ferramentas”;

“Software funcional mais que documentação abrangente”;

“Colaboração do cliente mais que negociação de contratos”;

“Responder a mudanças mais que seguir um plano”.

 

Os 12 princípios do Ágil

 

1- Valor

2- Flexibilidade

3- Frequência

4- União

5- Motivação

6- Comunicação

7- Funcionalidade

8- Sustentabilidade

9- Revisão

10- Simplicidade

11- Organização

12- Autoavaliação

 

4 dicas para aplicar a Metodologia Ágil de forma correta

 

1- Analise os frameworks existentes: após a implementação do Ágil na companhia, que nada mais é do que colocar em prática os 4 valores e também os 12 princípios do movimento, é preciso analisar qual tipo de framework faz mais sentido para a gestão dos projetos da sua equipe. Esse ponto é muito importante, porque os frameworks são diferentes e devem ajudar o seu a dia a dia. “O que o gestor precisa é entender qual framework que vai se encaixar melhor para ele, analisando o ambiente de projeto e o quanto ele consegue planejar suas entregas, contando também com os prazos”, explica Ronara. Existem vários tipos de framework que podem ser aplicados, como o Scrum, o Kanban, a XP (eXtreme Programming), o Nexus etc.

 

2- Crie a rotina de aplicação do Ágil: depois de escolher o framework que funciona melhor de acordo com o seu time e as suas entregas, é preciso garantir que os eventos, também chamados de ritos, sejam colocados em prática com disciplina. Se falarmos de Scrum, por exemplo, que é um dos métodos padrões, existem alguns ritos para serem realizados, como: a Sprint Plaining, as Dailys, a Retrospectiva, etc. Caso o time não realize esses eventos, muito provável, que isso traga falhas de comunicação que atinjam todo o processo de entrega.

 

3- Dê autonomia para o time: uma das principais características dessa mudança envolve a nova forma de gestão de pessoas. Isso porque, ao trabalhar com o Ágil, os times ganham mais autonomia para realizar as tarefas, no entanto, aumenta também a responsabilidade com essas entregas. “Para que esse gestor não se frustre, ele precisa compreender melhor o papel da gestão. Quando ele começa a implementar a metodologia Ágil, o time começa a ter mais autonomia. Nisso, a gestão do dia a dia acaba se questionando muito sobre seu papel. Ele terá que mudar a forma de gerir, dando mais autonomia para o time trabalhar e assumindo mais a estratégia, fazendo o papel do guia, iluminando a estrada para o time. Ele não pode ter medo de dar autonomia para o time e perder o seu papel”, aconselha Cleison.

 

4- Aceite a metodologia da forma que ela é: Ronara Lamounier conta que um dos principais erros na aplicação do Ágil dentro das áreas de TI está logo no início desse processo, que tem como objetivo não começar a construir a parte mais fácil do trabalho, o alicerce, mas sim, focar na dor e aceitar os retrabalhos que, com certeza, virão. “Essa dor de não poder mais construir o que está por trás antes de começar a entregar valor é muito latente nos times de TI. Existe um apego no que está sendo construído e o que a metodologia mais prevê é retrabalho porque você vai evoluindo constantemente”, destaca.

onlinedatacloud

Compartilhe isso: