Nuvem pública ou privada? Entenda os modelos de nuvens

Nuvem pública ou privada? Entenda os modelos de nuvens

Saiba quais são as diferenças para escolher o modelo de nuvem mais adequado para o seu negócio.

 

Nuvem pública ou nuvem privada? Ao considerar migrar para a nuvem essa é uma das perguntas que mais geram dúvidas entre os gestores de TI. Mas você sabe de fato quais são as características da nuvem privada e da nuvem pública para ter a tomada de decisão mais assertiva, do ponto de vista técnico e econômico e, também considerando o cenário da empresa e a expectativa de resultados que se deseja alcançar? 

 

Confira a seguir quais são as principais diferenças desses tipos de nuvem e ainda conheça estratégias inteligentes, que podem ser adotadas para potencializar os resultados do projeto de migração para a nuvem na sua empresa. 

 

Nuvem pública

 

“Na nuvem pública o ambiente é compartilhado, ou seja, ao adotar esse tipo de nuvem nada estará dedicado ao seu ambiente”, explica Vinícius Coelho, coordenador de TI da Online Data Cloud. Esse é o modelo mais usual de nuvem no mercado atualmente, no qual o provedor mantém a infraestrutura e compartilha os recursos de cloud computing com todos os usuários. 

 

E é justamente esse modelo de Software as a Service (SAS) que oferece a maior vantagem para os usuários, do ponto de vista de custos. “Isso porque como o provedor compartilha os serviços com todos os usuários, a cobrança passa a ser distribuída entre os clientes também, o que reduz consideravelmente o valor que será pago por cada usuário”, destaca Vinícius. Além disso, a nuvem pública também é flexível, permitindo que os recursos sejam dimensionados, de acordo com os serviços que o usuário deseja utilizar, o que reduz ainda mais a conta final, já que o cliente tem a opção de moldar a oferta, de acordo com a demanda da sua empresa. 

 

Nuvem privada

 

“A grande diferença da nuvem privada é que o ambiente não é compartilhado, como acontece com a nuvem pública”, ressalta Vinícius. Do ponto de vista operacional, a nuvem privada traz os mesmos recursos que a pública, mas aqui entra a diferença de ser um ambiente exclusivo para sua empresa, ou seja, neste caso não existe nenhum tipo de compartilhamento de recursos, o que faz o custo da nuvem maior, a partir do momento que o provedor de nuvem não consegue escalar a distribuição dos recursos, como acontece na nuvem pública. 

 

Com a nuvem privada, além da flexibilidade, o contratante passa a ter a possibilidade de personalização de ponta a ponta, em um ambiente que é dedicado e oferece maior controle de servidores para atender todas as necessidades que a empresa demanda. “E como todos os recursos estão dedicados, como não existe compartilhamento com outros dispositivos, o negócio passa a ter mais segurança com a nuvem privada, o que pode se tornar um fator decisivo quando a empresa exige compliance de determinadas situações, por exemplo. A nuvem pública também é segura, mas pode ter uma brecha de segurança maior, dependendo da configuração”, explica Vinícius.

 

Conheça as soluções de cloud pública e cloud privada da Online Data Cloud:

 

Cloud Public 

A solução de Cloud Public da Online Data Cloud oferece suporte e gestão dos diversos provedores de nuvem em um único lugar, proporcionando flexibilidade, eficiência, economia e segurança. 

 

Ideal para:

– Redução de custos, pague apenas pelos recursos que utilizar;

– Agilidade na entrega de resultados com gestão integrada multicloud.

 

Cloud Premium 

A solução de Cloud Premium da Online Data Cloud une todos os benefícios da Cloud Public em um ambiente exclusivo, onde é possível criar, ampliar e eliminar servidores virtuais, de acordo com as necessidades de cada aplicação.

 

Ideal para:

– Aumento de performance e máxima disponibilidade;

– Aplicações críticas que demandam grande transporte de dados.

 

Estratégia híbrida

“Em muitos casos, adotamos uma estratégia híbrida, em que alguns dados são altamente confidenciais e só podem ser acessados pelo cliente e outros que podem estar seguros numa nuvem pública, facilitando a eficiência dos negócios”, explica Adriano Filadoro, sócio-presidente da Online Data Cloud.

 

Estratégia multicloud

“O uso de múltiplas nuvens representa maior flexibilidade, inovação e inclusive conformidade regulatória. Ambientes multicloud têm a fundamental virtude de desbloquear agilidade, eficiência e economia de custos sem precedentes. Guardadas as devidas proporções, é como se um investidor, por precaução, distribuísse seus investimentos entre vários produtos rentáveis – reduzindo bastante o risco de grandes perdas. Na nuvem, diversificar significa não ficar preso num único fornecedor, pagando às vezes por espaços e serviços que quase nunca utiliza. Ambientes multicloud permitem analisar caso a caso e decidir qual provedor atende melhor a determinada demanda, podendo encontrar caminhos entre a nuvem pública, privada ou híbrida”, complementa Adriano.

onlinedatacloud

Compartilhe isso: